Societies Collapse

O livro ‘Collapse – How societies choose to fail or survive’ de Jared Diamond, o autor do famoso ‘Guns, Germs and Steel’ (ver sugestão nesta página), parte da história de algumas sociedades que atingirem níveis bastante complexos de organização (na Ilha de Páscoa, Os Maias, etc.) e analisa um conjunto de factores – destruição do ambiente, alterações climáticas, relações comerciais, povos vizinhos hostis, e, acima de tudo, as respostas que as sociedades dão aos problemas ambientais incluindo a forma como gerem a utilização dos recursos naturais – , que podem actuar em conjunto ou não e com importância variável, para explicar a sua falência e o seu sucesso. População crescente, produtividade limitada, sobrexploração dos recursos e deflorestação, levou as sociedades descritas por Diamond ao colapso.

A Ilha de Páscoa, por exemplo, foi em tempos coberta de uma densa vegetação (existiam aí as maiores palmeiras do mundo) e habitada por uma rica fauna. No entanto, quando os europeus lá chegaram, no final do séc. XVIII, tal como ainda hoje, viram apenas uma ilha deserta, habitada por escassas centenas de habitantes. Perante essa paisagem, presumiram que as monumentais estátuas que tornaram a Ilha de Páscoa ainda hoje muito famosa tivessem sido trazidas por extra-terrestres. Jared Diamon, pergunta o que terão pensado os homens que habitaram essa Ilha quando, por volta de 1600, cortavam a última árvore?

A partir do colapso dessas sociedades, e do sucesso de outras que habitam há mais de mil anos ambientes tão precários como o da Islândia, Diamond faz o paralelo com as nossas sociedades e discute a capacidade que as economias de mercado e liberais terão para garantir o seu futuro. Diamond, apesar de tudo, mantém algum optimismo relativamente a essa capacidade (o que tem motivado muitas críticas de alguns sectores ecologistas).

Uma lição deste excelente livro é o da precaridade das sociedades e instituições em que vivemos. Hoje, mesmo depois dos ataques terroristas que nos últimos anos têm ameaçado as sociedades ocidentais, tomamos o conforto e a segurança como uma certeza. Collapse relembra-nos que esse mundo é uma excepção e, de forma alguma, se poderá manter por muito mais tempo se não tomarmos as decisões correctas.

Uma frase a fixar e que nos avisa da necessidade de estarmos atentos às mudanças do meio em que vivemos e de, se possível, as anteciparmos. Referencia Fernando Alexandre, and Jared Diamond (2005). Collapse – How societies choose to fail or survive. Penguin, Allen Lane (2005)

Comments are closed.